‘Lula não vai entrar em Portugal’, diz líder da extrema-direita

Medicina Notícias

André Ventura, presidente do partido de ultradireita 'Chega', de Portugal

Miguel Riopa – 14.jan.2024/AFP

André Ventura, presidente do partido de ultradireita ‘Chega’, de Portugal

Líder do partido de extrema-direita “Chega”
e candidato a primeiro-ministro de Portugal
, André Ventura prometeu que, caso seja eleito, não deixará o presidente brasileiro  Luiz Inácio Lula da Silva
(PT) entrar no país. 

“Não vai entrar em Portugal”, ameaçou o candidato, nesta quinta-feira (7), durante um comício no interior de Portugal. “Se eu for primeiro-ministro, o senhor Lula da Silva ficará no aeroporto”, continuou o ultraconservador, antes de afirmar que “se [Lula] insistir, vai para uma cadeia”. 

No mesmo evento, o líder do “Chega” brincou e afirmou que Pedro Sánchez
, primeiro-ministro da Espanha
, também não é bem-vindo no país. “O senhor Pedro Sánchez só entra quando necessário mesmo, porque não queremos que ele entre muitas vezes”, afirmou, aos risos. 

Segundo André Ventura, ele vem contando com apoio dos brasileiros que moram em Portugal. “Muitos que estão hoje entre nós, até muitos imigrantes brasileiros, entre outros, têm dito: ‘vençam essas eleições, façam justiça com o que acontece na Espanha, Brasil'”, declarou. 

As eleições legislativas de Portugal estão marcadas para acontecer em 25 de abril. Apesar da repercussão da declaração de André Ventura, a chance de seu partido é pequena, segundo as pequisas de intenção de votos mais recentes. 

Até o momento, Lula não comentou o discurso proferido pelo líder de extrema-direita portuguesa. 

Mais Recentes

    Mais Lidas

    BRAIP ads_banner

    Tag: